• Querer Crer

“Muitos ficam sem o pão de cada dia”

O Papa Francisco enviou, esta semana, uma mensagem ao secretário-geral da ONU, António Guterres, por ocasião da pré-cimeira sobre Sistemas Alimentares, defendendo um mundo com alimento para todos: “Temos a responsabilidade de realizar o sonho de um mundo onde o pão, a água, os medicamentos e o trabalho fluam em abundância e cheguem primeiro aos mais necessitados”.

E lembra com muita clarividência: “Produzimos comida suficiente para todos, mas muitos ficam sem o pão de cada dia. Isso constitui um verdadeiro escândalo, um crime que viola direitos humanos básicos”.

Ainda há dias, no Evangelho, Jesus convidava os discípulos a recolher os bocados que tinham sobrado da multiplicação dos pães e dos peixes, “para que nada se perca”. Vale a pena pensarmos sobre o modo como fazemos uso dos nossos bens e no desperdício que, às vezes, acontece às nossas mesas. Cada um de nós também se tem de responsabilizar para que a nossa sociedade seja mais justa e fraterna.

Peço a Deus que ninguém fique para trás, que toda a pessoa possa fazer frente às suas necessidades mais básicas. Que este encontro para a regeneração dos Sistemas Alimentares nos ponha em caminho para construir una sociedade pacífica e próspera, e semear sementes de paz que nos permitam caminhar em autêntica fraternidade”, conclui o Papa Francisco.