top of page
Buscar

Dinâmica da Quaresma - Vamos com Alegria, subamos juntos a Jerusalém!

Normalmente, associamos a Quaresma a um tempo cinzento, duro, de muitas penitências.... Mas já nos perguntamos o porquê de tudo isso? A oração mais intensa, o jejum e a abstinência, os sacrifícios para poder ajudar outros, têm como objetivo vivermos a Alegria da vida nova alcançada em Jesus que morreu, dando a vida por nós, por amor, e que ressuscitou, venceu a morte! Com Ele, também nós queremos fazer essa passagem da morte à vida, do egoísmo ao amor, do pecado à graça, do homem velho ao homem novo, o que nos apontará para metas grandes, para uma vida autêntica e feliz!

Não é fácil fazer esta passagem, deixar para trás a vida antiga do comodismo, do deixa andar, do pensar apenas em mim e no meu bem-estar pessoal. Mas já pensaste na Alegria que é encontrar um rumo, um sentido para a vida, no viver cada momento do teu dia a top, pondo a render ao serviço dos outros todos aqueles dons que Deus te confiou? Vai valer a pena fazer este caminho, por isso vamos com Alegria.

E não faremos o caminho sozinhos. Vamos juntos, em comunidade, e sobretudo, acompanha-nos Jesus! É Ele que nos convida, tal como quando se decidiu a subir a Jerusalém: «Eis que subimos a Jerusalém e o Filho do Homem vai ser entregue aos sumos sacerdotes aos doutores da Lei, e eles vão condená-lo à morte e entregá-lo aos gentios. E hão de escarnecê-lo, cuspir sobre Ele, açoitá-lo e matá-lo. Mas, três dias depois ressuscitará.» (Mc 10, 33-34). Do sofrimento, vivido por amor, nasce a verdadeira Alegria.

Assim, é sempre em direção a Cristo e à sua Páscoa gloriosa, que se dirige a nossa peregrinação. A Páscoa é a nossa meta. Vamos com Alegria. Subamos juntos a Jerusalém!

Seguindo a proposta da nossa Diocese, também nós usaremos como símbolo da nossa caminhada, este ano, a Cruz de Jesus com as suas Cinco Chagas. A cada catequizando, em família, pedimos que construa a sua própria cruz com materiais simples e, porque não, reciclados, sensivelmente do tamanho duma folha A4, de forma a poder colar, depois, as chagas obtidas nos desafios semanais (4 nas extremidades da cruz e uma ao centro). Em família, seria bom que fossem capazes de identificar, semana a semana, algumas chagas próprias que causam dor, mal-estar e sofrimento, e a respetiva cura para elas. Além disso, no sábado que

antecede cada um dos primeiros cinco domingos da Quaresma, procurando a pista deixada no nosso site – www.querercrer.com – devemos pôr os pés ao caminho, como quem sobe a Jerusalém, para encontrar a chaga que nós, Catequese, escolhemos para que, com a ajuda de todos, possamos encontrar a cura para ela.

Mas não esqueças, só com Jesus poderemos vencer: As suas chagas estão abertas para nós e, por aquelas chagas, fomos curados (cf. 1 Pd 2, 24; Is 53, 5)!

Depois de refletirem em família, e de porem em marcha o processo da cura, é só deixar na igreja, onde teremos também uma cruz no hall, o vosso contributo para a cura daquela chaga, de modo que dali possa nascer verdadeira vida! E no sábado de Ramos, onde teremos a missa e a nossa caminhada, convidamos-te a trazer a tua cruz já completa, com as cinco chagas, e ornamentada pelos sabores do que viveste ao longo da tua caminhada quaresmal.

Prontos para os desafios? Então, vamos com Alegria, subamos juntos a Jerusalém!




Comments


bottom of page