Como os ramos

II Domingo Temo Comum

Durante o Tempo de Natal, onde não fizemos estas nossas reflexões, fomos chamados, como batizados, a nascer de novo com Jesus, para vivermos na santidade, conscientes de que somos únicos e irrepetíveis aos olhos de Deus, sem deixarmos de ser todos filhos amados de Deus! Assim, somos também enviados a testemunhar, com os gestos do quotidiano, essa Vida Nova que recebemos no Batismo!

Ora, ao iniciarmos o Tempo Comum (2º Domingo), somos confrontados com o testemunho de João Baptista que, no Evangelho de S. João, nos faz a apresentação de Jesus, como que convidando-nos a segui-l’O de perto. Estou disponível para acompanhar Jesus na Sua Missão, para O melhor conhecer e para me deixar guiar por Ele? Em todos os momentos,nas coisas ditas normais do nosso dia-a-dia, devemos deixar que seja Jesus a luz que ilumina os nossos passos. Prestemos, então, atenção ao Evangelho desta Semana (Jo 1, 29-34):

Naquele tempo,

João Baptista viu Jesus, que vinha ao seu encontro,

e exclamou:

«Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

Era d'Ele que eu dizia:

"Depois de mim virá um homem,

que passou à minha frente, porque existia antes de mim".

Eu não O conhecia,

mas para Ele Se manifestar a Israel

é que eu vim batizar em água».

João deu mais este testemunho:

«Eu vi o Espírito Santo

descer do Céu como uma pomba e repousar sobre Ele.

Eu não O conhecia,

mas quem me enviou a batizar em água é que me disse:

"Aquele sobre quem vires o Espírito Santo descer e repousar

é que batiza no Espírito Santo".

Ora eu vi e dou testemunho de que Ele é o Filho de Deus».

Diante da figura de Jesus, João Baptista dá-nos o seu testemunho, que podemos considerar em três grandes aspetos: Jesus é “o Cordeiro de Deus”; Ele é o Ungido de Deus, o Messias; e Ele é, também, o Filho de Deus. E este testemunho nasce daquilo que João viu, o que o torna uma testemunha habilitada. Estou disposto a observar Jesus que vem ao meu encontro? Quem é Ele para mim? Que tipo de diferenciação traz à minha vida? N’Ele sou capaz de descobrir a minha vocação, a minha missão?

Pensemos, então, nesses três elementos fundamentais de Jesus, sobre os quais João Baptista dá o seu testemunho:

  • Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. A figura do Cordeiro faz-nos lembrar o cordeiro pascal, com o qual o Povo de Israel celebrou a sua libertação da escravidão do Egipto, mas também a figura do Servo do Senhor, cujo sofrimento é um sofrimento redentor para os seus irmãos. Ainda hoje, a cada Eucaristia, Jesus é-nos apresentado como o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo pois, aquele Pão e aquele Vinho, transformados no Seu Corpo e Sangue, continuam a ser oferecidos por nós, para nossa Salvação! Deixo que Jesus me toque e me transforme? Procuro n’Ele a redenção para a minha vida, liberto de tudo aquilo que me escraviza? Sou capaz, como Ele, de me sacrificar pelos outros, de entregar a minha vida por amor?

  • Jesus é o Ungido, Aquele sobre o qual desceu a plenitude do Espírito Santo, consagrando-O como Sacerdote, Profeta e Rei. É Ele que, agora, nos batiza a todos no Espírito Santo! Estou consciente de que, pelo Batismo, sou chamado a abandonar os critérios do “mundo” para viver segundo os critérios do Espírito?

  • Por fim, João Baptista afirma taxativamente que Jesus é o Filho de Deus, Alguém que passou à sua frente porque existia antes dele! Deus, não se contentou em enviar-nos profetas, mas dá-Se a conhecer a Si mesmo através do Seu Filho, Jesus, que tem por Missão libertar-nos do mal, do pecado…, fazendo-nos alcançar a vida nova dos filhos de Deus!

Deixa-te, então, tocar por Jesus, acompanha-O, vive com Ele…, e torna-te, também tu, em Sua testemunha: «Ora eu vi e dou testemunho…». Com o Espírito que d’Ele recebemos, lutemos contra a tentação de abandonarmos a Deus e o Seu Projeto, e vivamos na liberdade dos filhos de Deus, com o nosso coração aberto para aqueles que nos rodeiam!

  • Facebook