Como os ramos

IV Domingo Páscoa

O IV Domingo da Páscoa é conhecido como o Domingo do Bom Pastor porque, todos os anos, neste dia, nos é apresentado um trecho do Capítulo 10 do Evangelho de S. João, onde Jesus Se apresenta, a Si mesmo, como o verdadeiro Pastor. Talvez esta imagem, no presente, não nos diga muito, mas ela, além de muito significativa, evoca a promessa do Antigo Testamento, onde o próprio Deus afirma que virá como Pastor para conduzir o Seu Povo, em resposta à atitude dos maus pastores que, ao longo da história, guiaram o povo por caminhos de escravidão e de morte. Procuremos perceber porque é que Jesus é o verdadeiro Bom Pastor e, nessa medida, se vale a pena arriscar a vida em segui-l’O. É uma boa oportunidade para refletires sobre a tua vocação e, até que ponto, tens respondido ao chamamento de Deus a uma vida mais plena, neste domingo em que a Igreja reza pelas Vocações! Como ponto de partida para a tua reflexão, medita, então, no Evangelho desta semana(Jo10, 1-10):

Naquele tempo, disse Jesus:

«Em verdade, em verdade vos digo:

Aquele que não entra no aprisco das ovelhas pela porta,

mas entra por outro lado,é ladrão e salteador.

Mas aquele que entra pela porta é o pastor das ovelhas.

0 porteiro abre-lhe a porta e as ovelhas conhecem a sua voz.

Ele chama cada uma delas pelo seu nome e leva-as para fora.

Depois de ter feito sair todas as que lhe pertencem,

caminha à sua frente

e as ovelhas seguem-no, porque conhecem a sua voz.

Se for um estranho, não o seguem, mas fogem dele,

porque não conhecem a voz dos estranhos».

Jesus apresentou-lhes esta comparação,

mas eles não compreenderam o que queria dizer.

Jesus continuou: «Em verdade, em verdade vos digo:

Eu sou a porta das ovelhas.

Aqueles que vieram antes de Mim são ladrões e salteadores,

mas as ovelhas não os escutaram.

Eu sou a porta.Quem entrar por Mim será salvo:

é como a ovelha que entra e sai do aprisco e encontra pastagem.

O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir.

Eu vim para que as minhas ovelhas tenham vida

e a tenham em abundância».

Vejamos, então, porque é que Jesus é o Bom Pastor, Aquele cuja voz vale a pena escutar e seguir:

  • Em primeiro lugar, Jesus é o Bom Pastor porque, ao contrário de outros, que saltam a cerca, Ele é o único que entra pela porta das ovelhas. Os que entram por outro lado, não vêm com boas intenções ou a pensar simplesmente no bem-estar das ovelhas, mas sim nos seus próprios interesses. Estou consciente de que Jesus só quer o melhor para mim? Confio totalmente n’Ele?

  • Depois, Jesus é o Bom Pastor porque conhece cada uma das ovelhas pelo seu nome. Jesus conhece-nos como ninguém, e ama-nos na nossa individualidade, respeitando sempre a nossa liberdade. Ele chama-nos e espera que nós reconheçamos a Sua voz. Será que distingo a voz de Jesus no meio de tanto ruído presente no mundo? Mesmo pensando escutar Jesus, não seguirei mais, tantas vezes, a voz do meu comodismo e do meu egoísmo?

  • Jesus é também o Bom Pastor porque caminha à frente do rebanho. Não temos de temer as escolhas que Ele nos sugere, porque Ele vai adiante de nós; o nosso caminho, se O escutamos, não será diferente do d’Ele! Ouso seguir Jesus com verdade e radicalidade?

  • Finalmente, para quem não compreendeu a “parábola” usada, Jesus sugere uma outra, a da “porta”, reforçando a ideia de que Ele, ao contrário de outros guias, não vem para matar, roubar ou destruir, mas sim para oferecer Vida, e Vida em abundância! Qual a porta que eu escolho? Estou decidido, continuamente, a passar por Jesus, para que as minhas escolhas e atitudes sejam ao Seu jeito ou prefiro outros caminhos?

Jesus, faz-me ouvir sempre a Tua Voz – na descoberta e desenvolvimento da minha vocação, e dá-me coragem para Te seguir, acreditando que, tal como Tu, será numa vida de amor e entrega aos irmãos que eu alcançarei a felicidade plena!

  • Facebook
  • Instagram