Abraça e… agradece!

Domingo XXVIII do Tempo Comum – Ano C

EVANGELHO - Lc 17,11-19

Naquele tempo,

indo Jesus a caminho de Jerusalém,

passava entre a Samaria e a Galileia.

Ao entrar numa povoação,

vieram ao seu encontro dez leprosos.

Conservando-se a distância, disseram em alta voz:

«Jesus, Mestre, tem compaixão de nós».

Ao vê-los, Jesus disse-lhes:

«Ide mostrar-vos aos sacerdotes».

E sucedeu que no caminho ficaram limpos da lepra.

Um deles, ao ver-se curado,

voltou atrás, glorificando a Deus em alta voz,

e prostrou-se de rosto por terra aos pés de Jesus

para Lhe agradecer.

Era um samaritano.

Jesus, tomando a palavra, disse:

«Não foram dez que ficaram curados?

Onde estão os outros nove?

Não se encontrou quem voltasse para dar glória a Deus

senão este estrangeiro?»

E disse ao homem:

«Levanta-te e segue o teu caminho;

a tua fé te salvou».

 

Diante da atitude deste samaritano, hoje o nosso desafio é aprender a agradecer.

Jesus abraça toda a humanidade (simbolizada pelo número 10) com compaixão! Reconheço e agradeço ao Senhor tudo quanto Ele me dá? Deixo-me verdadeiramente abraçar por Jesus, para que Ele me cure e transforme a minha vida?

Apenas o samaritano (um “estrangeiro”) volta para agradecer a Jesus o dom recebido! Mais uma vez: sou grato ao Senhor por tudo quanto Ele faz por mim? No meu dia a dia, sou também uma pessoa humilde, capaz de reconhecer a importância dos outros na minha vida e, por isso, sempre pronto a agradecer aos outros tudo quanto eles fazem por mim?

Apetece dizer: Abraça Jesus e aprenderás a viver com gratidão! Então vai, abraça e… agradece!