Levanta-te e… vive a Palavra!

VI Domingo da Páscoa – Ano C

EVANGELHO – Jo 14,23-29

Naquele tempo,

disse Jesus aos seus discípulos:

«Quem Me ama guardará a minha palavra

e meu Pai o amará;

Nós viremos a ele

e faremos nele a nossa morada.

Quem Me não ama não guarda a minha palavra.

Ora a palavra que ouvis não é minha,

mas do Pai que Me enviou.

Disse-vos estas coisas, estando ainda convosco.

Mas o Paráclito, o Espírito Santo,

que o Pai enviará em meu nome,

vos ensinará todas as coisas

e vos recordará tudo o que Eu vos disse.

Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz.

Não vo-la dou como a dá o mundo.

Não se perturbe nem se intimide o vosso coração.

Ouvistes o que Eu vos disse:

Vou partir, mas voltarei para junto de vós.

Se Me amásseis,

ficaríeis contentes por Eu ir para o Pai,

porque o Pai é maior do que Eu.

Disse-vo-lo agora, antes de acontecer,

para que, quando acontecer, acrediteis».

 

Se amas Jesus de verdade, então deves procurar guardar a sua palavra! E guardar a sua palavra, não é metê-la num cofre fechado, para que não se perca, mas sim na caixa maior do teu coração, para que seja ela – a Palavra, a dinamizar os teus pensamentos, os teus desejos, as tuas próprias palavras e as tuas ações. Quanto mais a guardas no teu coração, mais ela se espalha! Então, levanta-te e… vive a Palavra!

Para quem ama Jesus, são três os dons maravilhosos que Ele nos promete: sermos morada do próprio Deus que nos ama, recebermos a luz contínua do Espírito Santo que nos ensina todas as coisas, e a Paz verdadeira e autêntica que só Jesus nos pode dar. Vale a pena, então, amar Jesus a sério. Mas, para isso, levanta-te e… vive a Palavra!