Em(Des)Confinamento…

Quando alguém pede aos discípulos para ver Jesus, talvez fascinados pela forma como Ele fora aclamado na Sua entrada triunfal em Jerusalém, Ele aponta imediatamente para a Cruz, a expressão maior daquilo que foi toda a Sua Vida, o culminar de toda a Sua existência, na obediência total ao Projeto do Pai e no amor e serviço aos homens, Seus irmãos! Se O queremos conhecer bem, fixemos, então, o nosso olhar na Cruz, pois só aí O descobriremos em plenitude!

A Cruz é a HORA de Jesus, a Hora pela qual Ele tanto ansiava! É aqui que Ele vai consumar a Nova e Eterna Aliança, para que Deus e a Humanidade permaneçam unidos para sempre! Atraindo a todos para Ele, gravará a Nova Aliança no nosso coração. O coração novo é afinal a grande arca do tesouro: «Onde estiver o teu tesouro aí estará o teu coração» (Mt 6,21). Podemos falar desta Aliança pensando na aliança conjugal que une o homem e a mulher no matrimónio: uma aliança de vida e de amor, assumida na fidelidade e na fecundidade!

Será que te deixaste atrair por Jesus? És fiel a Deus que, em Jesus, Se entrega totalmente a ti? A tua vida e o teu amor são fecundos como os de Jesus? Envolvido por estas questões, medita sobre o Evangelho deste V Domingo da Quaresma (Jo 12, 20-33):

Naquele tempo,

alguns gregos que tinha vindo a Jerusalém

para adorar nos dias da festa,

foram ter com Filipe, de Betsaida da Galileia,

e fizeram-lhe este pedido:

«Senhor, nós queríamos ver Jesus».

Filipe foi dizê-lo a André;

e então André e Filipe foram dizê-lo a Jesus.

Jesus respondeu-lhes:

«Chegou a hora em que o Filho do homem vai ser glorificado.

Em verdade, em verdade vos digo:

Se o grão de trigo, lançado à terra, não morrer, fica só;

mas se morrer, dará muito fruto.

Quem ama a sua vida, perdê-la-á,

e quem despreza a sua vida neste mundo

conservá-la-á para a vida eterna.

Se alguém Me quiser servir, que Me siga,

e onde Eu estiver, ali estará também o meu servo.

E se alguém Me servir, meu Pai o honrará.

Agora a minha alma está perturbada.

E que hei de dizer? Pai, salva-Me desta hora?

Mas por causa disto é que Eu cheguei a esta hora.

Pai, glorifica o teu nome».

Veio então uma voz do céu que dizia:

«Já O glorifiquei e tornarei a glorificá-l'O».

A multidão que estava presente e ouvira

dizia ter sido um trovão.

Outros afirmavam: «Foi um Anjo que Lhe falou».

Disse Jesus:

«Não foi por minha causa que esta voz se fez ouvir;

foi por vossa causa.

Chegou a hora em que este mundo vai ser julgado.

Chegou a hora em que vai ser expulso o príncipe deste mundo.

E quando Eu for elevado da terra, atrairei todos a Mim».

Falava deste modo, para indicar de que morte ia morrer.

O coração novo é, afinal, a grande Arca da Aliança, onde Deus Se quer fazer presente! Hoje, ousa olhar para o teu interior, individualmente ou com a ajuda da família e, sem medo, pergunta-te que lugar ocupa Jesus no teu coração? Não te preocupes por descobrires que, talvez, ainda não haja muito espaço para Ele. Quem sabe, nesta Quaresma, e agora que começamos a desconfinar, também o teu coração esteja preparado para viver esse desconfinamento e, liberto do teu “eu”, consigas dar mais espaço a Deus e aos irmãos.

  • A Hora da Cruz é, para Jesus, a Hora em que o Pai o glorificará! Não é que Ele aceite o sofrimento pelo sofrimento; aliás, vemos como se sente perturbado, sentindo o medo e a angústia por aquela Hora. Mas compreende que a Sua vida de amor e serviço aos homens O conduziu até aí e, renunciar agora, seria negar a Deus e o Seu Amor por toda a humanidade. Onde é que os homens buscam a glória? E, para mim, qual poderá ser o meu verdadeiro título de glória?

  • O grão de trigo, tem de morrer, para dar fruto. É assim a natureza!... Então, que sentido faz querer guardar para mim, tudo aquilo que vou acumulando ao longo da vida? Poderei ser feliz, vivendo para mim mesmo, de forma egoísta? Quem vive exclusivamente para si próprio, quem se preocupa apenas em defender os seus interesses, quem se apega excessivamente à sua realização pessoal, compra uma existência infecunda, que não vale a pena ser vivida. Perde a oportunidade de chegar ao Homem Novo, à vida verdadeira, à salvação. Talvez nesta Quaresma Jesus nos peça que dispamos o nosso egoísmo e que nos convertamos ao amor...

  • Jesus deseja ser elevado da terra para poder atrair a Si todas as pessoas! Já observaste, alguma vez, Amor tão grande? Vê o que Jesus fez por ti, contempla o Seu Coração aberto, onde há lugar para todos! E dispõe-te, também tu, a servir os teus irmãos, pois não há outro modo de poderes servir a Cristo!

  • Para que outros possam, hoje, encontrar e ver Jesus, eles precisam de alguém que os conduza até Ele! Será o nosso testemunho capaz de criar esse desejo nos homens, nossos irmãos? A minha vida, nos meus gestos do quotidiano, revela o rosto de Jesus?

Que Jesus nos ajude, nesta Quaresma, a desconfinar o nosso coração, para O seguirmos com maior autenticidade, implicando a nossa vida na construção de um mundo mais fraterno e melhor para todos: assim…, estaremos com Ele a ser a vida e o sangue da Nova e Eterna Aliança!

  • Instagram
  • Facebook ícone social