Abraça a Luz… e põe-te a caminho!

Domingo I do Advento – Ano A

EVANGELHO - Mt 24, 37-44

Naquele tempo,

disse Jesus aos seus discípulos:

«Como aconteceu nos dias de Noé,

assim sucederá na vinda do Filho do homem.

Nos dias que precederam o dilúvio,

comiam e bebiam, casavam e davam em casamento,

até ao dia em que Noé entrou na arca;

e não deram por nada,

até que veio o dilúvio, que a todos levou.

Assim será também na vinda do Filho do homem.

Então, de dois que estiverem no campo,

um será tomado e outro deixado;

de duas mulheres que estiverem a moer com a mó,

uma será tomada e outra deixada.

Portanto, vigiai,

porque não sabeis em que dia virá o vosso Senhor.

Compreendei isto:

se o dono da casa soubesse a que horas da noite viria o ladrão,

estaria vigilante e não deixaria arrombar a sua casa.

Por isso, estai vós também preparados,

porque na hora em que menos pensais,

virá o Filho do homem.

 

Ao iniciarmos a caminhada de Advento, somos convidados a estarmos vigilantes e ativos, para acolhermos Jesus que vem ao nosso encontro. No Natal, não vamos celebrar simplesmente um acontecimento do passado, mas queremos acolher Jesus hoje, na nossa vida! E Ele continua a visitar-nos, mas temos de estar atentos para percebermos a Sua presença!

Será que não andamos demasiado distraídos com as ilusões do mundo, tal como aconteceu aquando do dilúvio? Será que não nos ocupamos tanto com os nossos trabalhos que já nos esquecemos daquilo que é essencial e verdadeiramente importante? Será que não estamos demasiado acomodados à nossa vida, indiferentes ao que se passa à nossa volta, tal como o dono da casa que adormeceu e deixou arrombar a sua casa?

É hora de abraçar a Luz… e pôr-se a caminho, como Maria, que “se dirigiu apressadamente para a montanha, em direção a uma cidade de Judá”, para visitar a sua prima Isabel. Estar vigilante é abraçar a Luz e estar ativo, disponível para levar o Amor a quem mais precisa!