top of page

Abraça Jesus e… vai!

Domingo XI do Tempo Comum – Ano A

EVANGELHO – Mt 9,36 - 10,8

Naquele tempo,

Jesus, ao ver as multidões, encheu-Se de compaixão,

porque andavam fatigadas e abatidas,

como ovelhas sem pastor.

Jesus disse então aos seus discípulos:

«A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos.

Pedi ao Senhor da seara

que mande trabalhadores para a sua seara».

Depois chamou a Si os seus doze discípulos

e deu-lhes poder de expulsar os espíritos impuros

e de curar todas as doenças e enfermidades.

São estes os nomes dos doze apóstolos:

primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão;

Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão;

Filipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano;

Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu;

Simão, o Cananeu, e Judas Iscariotes, que foi quem O entregou.

Jesus enviou estes Doze, dando-lhes as seguintes instruções:

«Não sigais o caminho dos gentios,

nem entreis em cidade de samaritanos.

Ide primeiramente às ovelhas perdidas da casa de Israel.

Pelo caminho, proclamai que está perto o reino dos Céus.

Curai os enfermos, ressuscitai os mortos,

sarai os leprosos, expulsai os demónios.

Recebestes de graça, dai de graça».

 

Diante das multidões que «andavam fatigadas e abatidas, como ovelhas sem pastor», Jesus enche-Se de compaixão e pensa na melhor forma de as ajudar. Diz aos discípulos para pedirem ao Senhor trabalhadores para a missão e, chamando-os a Si, prepara-os para os enviar. O discípulo deve estar e aprender com o Mestre. Será que eu sinto, como Jesus, a mesma compaixão pelos meus irmãos mais frágeis? Então, tem coragem, abraça Jesus e… vai!

No encontro com Jesus, os discípulos, que eram «doze» (ou seja, todo o grupo dos chamados!) recebem o «poder de expulsar os espíritos impuros e de curar todas as doenças e enfermidades». Antes de tudo, é preciso estar com Jesus para criar em nós a mesma sensibilidade, a mesma postura, o mesmo poder para dizer não ao mal e tornar-se próximo dos que vivem mergulhados na dor e no sofrimento. Se queres participar da Sua Missão, abraça Jesus e… vai!

Ele não chama os melhores, chama a todos, como aconteceu com aquele seu primeiro grupo de Apóstolos, homens pouco preparados e até com bastantes defeitos. É no encontro com Jesus que a sua vida se vai transformando, e de discípulos temerosos e discretos, passam a apóstolos da Boa Nova do Evangelho por toda a Terra! E tu, estás disponível? Todo o discípulo, como nos ensina o Papa Francisco, deve ser missionário! Por isso, abraça Jesus e… vai!

É preciso ir e repetir os mesmos gestos de Jesus! A missão não acontece dentro da igreja, mas sim fora, no encontro com os irmãos, onde devemos viver e testemunhar a mesma compaixão de Jesus. Então, chegou a hora: abraça Jesus e… vai!

bottom of page